Dos 10 principais itens exportados pelo Brasil, 7 são produtos agrícolas
Dos 10 principais itens exportados pelo Brasil, 7 são produtos agrícolas

Dos 10 principais itens exportados pelo Brasil, 7 são produtos agrícolas

O agronegócio segue confirmando o quanto é importante para a economia brasileira. Entre os meses de janeiro e setembro, dos  10 principais produtos exportados pelo Brasil, 7 eram produtos agrícolas. Esse destaque é recorrente nos últimos anos. A liderança ficou com a soja em grão, que totalizou US$ 23 bilhões no período, com uma variação de 25,2% comparativamente com o mesmo período do ano passado.

Outros destaques foram a carne de frango, açúcar em bruto, celulose, farelo de soja, carne bovina e café em grão. As informações, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), mostram e reforçam a participação crescente dos produtos agrícolas na balança comercial brasileira.

Os principais produtos exportados pelo agronegócio brasileiro entre os meses de janeiro e outubro foram: açúcar em bruto (US$ 6,9 bilhões), carne de frango (US$ 4,9 bilhões), celulose (US$ 4,6 bilhões), farelo de soja (US$ 3,9 bilhões), carne bovina (US$ 3,6 bilhões) e café em grão (US$ 3,2 bilhões). Já os três produtos “não agrícolas” que integram a relação dos dez principais itens exportados pelo Brasil foram minério de ferro (US$ 14,1 bilhões), petróleo em bruto (US$ 13,3 bilhões) e automóveis (US$ 4,8 bilhões).

Outubro registra crescimento nas exportações
Segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), nos primeiros cinco dias úteis de outubro, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,902 bilhão, resultado de exportações no valor de US$ 5,059 bilhões e importações de US$ 3,157 bilhões. Neste ano, as exportações somam US$ 169,663 bilhões e as importações, US$ 114,485 bilhões, com saldo positivo de US$ 55,177 bilhões.

A primeira semana de outubro de 2017 apresentou uma média de US$ 1,012 bilhão de exportações contra US$ 685,7 milhões registrados no mesmo período de 2016. Isso representa um crescimento de 47,6%, número relacionado ao aumento nas vendas de três categorias de produtos: básicos: (+70,8%, de US$ 283,5 milhões para US$ 484,1 milhões, por conta, principalmente, de petróleo em bruto, minério de ferro, milho em grãos, soja em grãos, carnes de frango e bovina), semimanufaturados (+47,8%, de US$ 111,6 milhões para US$ 165,0 milhões, por conta de semimanufaturados de ferro/aço, açúcar em bruto, celulose, ferro-ligas, ouro em formas semimanufaturadas) e manufaturados (+22,8%, de US$ 275,6 milhões para US$ 338,5 milhões por conta de automóveis de passageiros, suco de laranja congelado, etanol, veículos de carga, laminados planos de ferro/aço).

Em relação ao mês de setembro deste ano, outubro teve um crescimento de 8,4% por conta das vendas de produtos semimanufaturados (+14,3%) e básicos (+13,4%).